Lula revela que recebe Brasil destruído por Bolsonaro e se viu obrigado a começar a governar antes da posse

Concluiu nesta última quinta-feira (22), o governo de transição do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva. O trabalho realizado por 32 grupos técnicos e os dois conselhos que formaram essa etapa de diagnóstico que foi herdado do governo Bolsonaro.

O petista iniciou seu pronunciamento agradecendo, a princípio, aos presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco, e da Câmara, Arthur Lira, pela aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Transição, na noite de quarta-feira, 21. “É a primeira vez que um presidente começa a governar antes da posse. Tivemos a responsabilidade de fazer uma PEC. Todos sabiam que a PEC não era nossa. Era para cobrir a irresponsabilidade do governo que vai sair e não colocou dinheiro necessário para a política que ele próprio prometeu”, disse.



Recomendamos