Grupo que planejou sequestro de Moro alugou alguns imóveis em região nobres de Curitiba

De acordo com um documento da Polícia Federal (PF) apresentado à 9ª Vara Federal de Curitiba, indivíduos suspeitos de conspirar o sequestro do senador Sergio Moro (União Brasil-PR) alugaram pelo menos quatro propriedades em Curitiba enquanto vigiavam o ex-ministro e ex-juiz. As investigações apontam que os suspeitos se referiam a Moro pelo codinome “Tokio” durante suas conversas.

A Operação Sequaz foi deflagrada pela Polícia Federal (PF) na quarta-feira (22) para cumprir mandados de prisão e busca e apreensão em vários estados, incluindo o Paraná. No total, nove pessoas foram presas por suspeita de envolvimento em uma organização criminosa que tinha como alvo não apenas o senador Sergio Moro, mas também outras autoridades.



Recomendamos