Italiana que morreu após cirurgia feita por brasileira tinha silicone espalhado pelo corpo, revela autópsia

Os primeiros resultados de uma autópsia no corpo de Samantha Migliore, uma italiana que faleceu após um procedimento estético realizado pela brasileira Pamela Andress, revelam que uma grande quantidade de silicone foi encontrada em várias partes do corpo da vítima. A análise, ainda preliminar, sugere que a substância injetada no seio da vítima perfurou um vaso sanguíneo.

“Se tudo isso se confirmar, será um episódio gravíssimo e não haverá dúvidas sobre a responsabilidade de Pamela pela morte de Samantha. Estamos aguardando o resultado final das investigações”, declara Daniele Pizzi, advogado do companheiro da vítima, Antonio Bevilacqua, ao jornal Il Resto del Carlino.



Recomendamos